INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

sábado, 20 de maio de 2017

Septuaginta - Ezequiel - Capítulo 21

1 E a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
2 "Portanto, profetiza, ó filho do homem, dirige o teu rosto com firmeza em direção a Jerusalém, e olha para os seus lugares santos. E profetizarás contra a terra de Israel.
3 E dize à terra de Israel: Assim diz o Senhor. Eis que Eu estou contra ti. Retirarei a minha espada da bainha, e destruirei no meio de ti o transgressor e o injusto.
4 Pois irei destruir, no meio de ti, o injusto e o transgressor, e por este motivo a minha espada sairá da sua bainha contra toda a carne, desde o sul até o norte.
5 E toda a carne saberá que Eu, o Senhor, retirei a minha espada da bainha. Ela não retornará mais.
6 E tu, ó filho do homem, geme com o alquebrar dos teus lombos; deverás mesmo gemer muito, aos seus olhos.
7 E acontecerá, se eles te disserem: "Por que gemes?" que lhes dirás: "Por causa das novas. Porque já vem, e todo coração se quebrantará; todas as mãos se enfraquecerão, toda a carne e todo o espírito desfalecerão, e todas as coxas deverão ser contaminadas pela umidade. Eis que já vem, diz o Senhor."
8 E a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
9 "Filho do homem, profetiza, e dize: Assim diz o Senhor; Ele diz: Espada, espada, sê afiada e enraivece-te,
10 para que possas fazer vítimas; torna-te afiada para que possas reluzir, pronta para o abate; massacra, avilta, menospreza a toda a árvore.
11 Ele a fez pronta para toda a mão manejá-la; a espada está afiada, está pronta para ser colocada na mão do matador.
12 Clama e uiva, ó filho do homem, porque esta espada tem vindo sobre o meu povo; esta espada tem vindo sobre todos os príncipes de Israel: eles serão como estranhos. Julgamento com a espada vem sobre o meu povo. Portanto, bate as tuas palmas, pois a sentença já  foi passada.
13 Mas, e se a própria tribo for rejeitada? Não o será, diz o Senhor Deus.
14 E tu, ó filho do homem, profetiza e bate as tuas palmas, e lança mão de uma segunda espada. A terceira espada é a espada dos mortos, a grande espada dos mortos; golpeá-los-ás com espanto, a fim de que o coração desfaleça
15 e os fracos multipliquem-se à cada porta. Eles foram dados ao abate da espada. Ela está bem preparada para o abate, está bem preparada para reluzir.
16 E tu, espada, segue em frente, aguça-te à direita e à esquerda, por onde quer que o teu rosto se fixar.
17 Também Eu irei bater palmas, e desafogarei a minha indignação. Eu, o Senhor, o disse."
18 E a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
19 "E tu, ó filho do homem, propõe-te dois caminhos pelos quais a espada do rei de Babilônia possa entrar. Os dois sairão de um mesmo país. Haverá um exército na parte superior do caminho da cidade. Pô-lo-ás no topo do caminho,
20 para que a espada possa entrar sobre Rabá dos filhos de Amom, e sobre Judá, e sobre Jerusalém no meio dela.
21 Porque o rei de Babilônia estará sobre o antigo caminho, à frente dos dois caminhos, para fazer adivinhações, para fazer brilhante a seta, e para inquirir das imagens esculpidas, e para examinar as vítimas.
22 À sua direita estava a adivinhação contra Jerusalém, para levantar uma tranqueira, para abrir a boca, gritando, para levantar a voz com gritos, para levantar uma tranqueira contra as suas portas, para levantar um montão e para construir fortalezas.
23 (No entanto, ele parecia-lhes como um que usa de adivinhação diante deles, ele mesmo contando suas iniquidades, para que pudessem ser tidas em conta.)
24 Portanto, assim diz o Senhor: Porquanto tendes feito com que as vossas iniquidades sejam lembradas na descoberta de vossa maldade, para que os vosso pecados devam ser vistos em toda a vossa maldade e em vossas práticas malignas, porquanto os fizestes vir à memória, neles sereis apreendidos.
25 E a ti, profano, ímpio príncipe de Israel, cujo dia, cujo fim, veio dar em um mar de iniquidade, assim diz o Senhor:
26 Tens retirado o diadema e colocado a coroa, mas não haverá outro depois dele. Tu rebaixaste o que era alto, e exaltaste o que era baixo.
27 Ruína, ruína, ruína; isto farei. Ai dele! Assim será, até que venha aquele a quem pertence; e irei dá-lo a ele.
28 Mas tu, ó filho do homem, profetiza, e dize: Assim diz o Senhor acerca dos filhos de Amom e acerca do seu opróbrio. E dirás: ó espada, espada, desembainhada para o abate, desembainhada para a destruição! desperta, para que possas reluzir,
29 enquanto estás a ter visões vãs, e enquanto estás profetizando mentiras, para trazer-te a ti mesma sobre os pescoços de ímpios transgressores; o dia chegou, chegou o fim, em um mar de iniquidade.
30 Volta, não tenhas descanso neste lugar onde nasceste. Na tua própria terra te julgarei,
31 e derramarei o meu furor sobre ti; soprarei sobre ti com o fogo do meu furor e entregar-te-ei nas mãos de bárbaros, mestres nas obras de destruição.
32 Serás combustível para o fogo, o teu sangue estará no meio da terra. Não haverá mais lembrança alguma de ti, porque Eu, o Senhor, o disse.

Nenhum comentário: