INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Septuaginta - Ezequiel - Capítulo 43

1 Depois disso, ele me levou à porta olhando para o leste, e fez-me avançar.
2 E eis que a glória do Deus de Israel vinha pelo caminho oriental; e havia como a voz de um exército, como o som de uma multidão redobrando seus gritos, e a terra brilhava como a luz, por causa da glória em redor.
3 E a visão que vi era como o da visão que eu vira quando fui para ungir a cidade; e a visão do carro que vi era como o da visão que eu vira no rio Quebar. E caí com o rosto em terra.
4 E a glória do Senhor entrou na casa, pelo caminho da porta olhando para o leste.
5 E o Espírito me pegou, levando-me ao átrio interior; e eis que a casa do Senhor estava cheia de glória.
6 Fiquei parado, e eis que havia uma voz de fora da casa, de alguém que falava comigo; e um homem postou-se perto de mim.
7 E Ele me disse: "Filho do homem, viste o lugar do meu trono e o lugar das plantas dos meus pés, no qual o meu nome habitará no meio da casa de Israel, para sempre. E a casa de Israel nunca mais profanará o meu santo nome, eles e os seus príncipes, com sua prostituição, nem com os assassinatos de seus príncipes, no meio deles,
8 quando eles estabelecerem o meu limiar junto aos seus limiares, e as minhas ombreiras próximas às suas ombreiras, e quando eles fizerem o meu muro de modo a aproximar-me deles. Pois eles profanaram o meu santo nome com as suas iniquidades, as quais forjaram, e Eu os destruí na minha ira, abatendo-os.
9 E agora, que eles afastem de mim a sua prostituição, e os assassinatos de seus príncipes, e habitarei no meio deles, para sempre.
10 E tu, ó filho do homem, mostra este templo à casa de Israel, para que cessem de seus pecados; mostra-lhes o seu aspecto e a disposição do mesmo.
11 E levarão o seu castigo por todas as coisas que fizeram. E hás de descrever a casa, e as suas entradas, e o plano dela, e todas as suas ordenanças; e far-lhes-ás conhecer todos os regulamentos da mesma, e descrevê-los-ás diante deles, e eles deverão guardar todos os meus mandamentos e todos os meus juízos, e cumpri-los.
12 E lhes mostrarás o plano da casa no topo da montanha. Todos os seus limites em redor serão santíssimo.
13 E estas são as medidas do altar, pela medida do côvado de um côvado e um palmo. A cavidade será de um côvado de profundidade, e de um côvado será a largura; e a borda do contorno ao seu redor será de um palmo. Esta será a altura do altar
14 a partir do fundo, no início da cavidade, até este grande propiciatório: desde baixo haverá dois côvados, e a largura será de um côvado; e, do pequeno propiciatório ao grande propiciatório, quatro côvados; e a largura será de um côvado.
15 E o altar, de quatro côvados; e do altar à altura dos chifres, um côvado.
16 E o altar deverá ser do comprimento de doze côvados, e doze côvados de largura, quadrado sobre os seus quatro lados.
17 E o propiciatório, catorze côvados de comprimento por catorze côvados de largura, em seus quatro lados; e haverá uma borda em redor dele, de metade de um côvado; e a base será de um côvado, em redor; e os seus degraus olharão para o leste."
18 E disse-me: "Filho do homem, assim diz o Senhor Deus de Israel: Estes são os estatutos do altar, no dia em que for feito, para oferecer sobre ele os holocaustos e para derramar sangue sobre ele.
19 E tu, aponta aos sacerdotes os levitas da linhagem da Zadoque, que se aproximam de mim, diz o Senhor Deus, para me oferecerem um bezerro do rebanho para o sacrifício pelo pecado.
20 E tomarão do seu sangue, e deverão colocá-lo nas quatro pontas do altar, e sobre os quatro cantos do propiciatório, e sobre a sua base ao redor; e farão expiação por ele.
21 E tomarão o bezerro da oferta pelo pecado, o qual deverá ser consumido pelo fogo em um lugar afastado da casa, fora do santuário.
22 E, no segundo dia, tomarão dois cabritos sem defeito, como oferta pelo pecado; e farão expiação pelo altar, da maneira como fizeram a expiação com o bezerro.
23 E, depois de terem terminado a expiação, trarão um novilho sem defeito do rebanho, e um carneiro sem defeito do rebanho.
24 E oferecê-los-eis perante o Senhor, e os sacerdotes polvilharão sal sobre eles, e os oferecerão como um holocausto ao Senhor.
25 Sete dias oferecerás um cabrito, diariamente, para uma oferta pelo pecado, e um bezerro do rebanho, e um carneiro do rebanho; eles deverão sacrificá-los, sem mácula, por sete dias.
26 E farão expiação pelo altar, e o purificarão. E eles deverão consagrar-se.
27 E virá a acontecer, do oitavo dia em diante, que os sacerdotes deverão oferecer os seus holocaustos sobre o altar, e as suas ofertas pacíficas. E Eu vos aceitarei, diz o Senhor."

Nenhum comentário: