INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
SEPTUAGINTA EM PORTUGUÊS - PDF - Atualizada em 09/12/2018
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

sábado, 27 de maio de 2017

Septuaginta - Ezequiel - Capítulo 32

1 E sucedeu que, no ano duodécimo, no décimo mês, no primeiro dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
2 Filho do homem, levanta uma lamentação sobre Faraó, rei do Egito, e dize-lhe: Tu te tornaste como um leão entre as nações, e como a serpente que está no mar; fizeste assaltos com os teus rios, e agitavas a água com os pés, pisoteando os teus rios.
3 Assim diz o Senhor: Também lançarei sobre ti as redes de muitas nações; far-te-ei subir com o meu anzol
4 estendendo-te sobre a terra; os campos deverão ser cobertos por ti. Farei com que todos os pássaros do céu venham pousar sobre ti, e encher-te-ei com todas as feras da terra.
5 Porei as tuas carnes sobre os montes e os saturarei com o teu sangue.
6 Então, a terra deverá encharcar-se com o teu esterco, por causa da tua multidão sobre os montes; pois encherei os vales contigo.
7 Encobrirei os céus quando fores extinto, e escurecerei as suas estrelas; taparei o sol com uma nuvem, e a lua não dará a sua luz.
8 Todos os corpos que dão luz no céu escurecer-se-ão sobre ti, e trarei trevas sobre a terra, diz o Senhor Deus.
9 E provocarei à ira o coração de muitas pessoas quando eu te conduzir em cativeiro entre as nações, para uma terra que não conheces.
10 Muitas nações se lamentarão sobre ti, e os seus reis ficarão totalmente espantados quando a minha espada voar diante de seus rostos enquanto elas esperam por sua própria queda, desde o dia da tua queda.
11 Pois assim diz o Senhor Deus: A espada do rei de Babilônia virá sobre ti
12 com as espadas dos valentes, e derrubarei a tua força. Eles estão destruindo as nações, e destruirão o orgulho do Egito; e toda a sua força será esmagada.
13 Destruirei todo o seu gado que  está junto a multidão de águas. O pé de um homem não a turbará mais, e o pisotear do gado não mais deverá passar sobre ela.
14 Então, as suas águas estarão em repouso e os seus rios correrão como o azeite, diz o Senhor,
15 quando eu entregar o Egito à destruição. E a terra será assolada, com toda a sua plenitude, quando eu dispersar todos os que habitam nela. E eles saberão que eu sou o Senhor.
16 Uma lamentação há, e tu a entoarás. As filhas das nações deverão entoá-la pelo Egito, e lamentar-se-ão por ele, por toda a sua força, diz o Senhor Deus.
17 E sucedeu que, no ano duodécimo, no primeiro mês, no décimo quinto dia do mês, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
18 Filho do homem, lamenta sobre a força do Egito, pois as nações irão trazer as suas filhas, mortas, para a profundidade da terra, para junto dos que descem à cova.
19 20 Elas cairão junto com ele no meio daqueles que foram mortos à espada, e toda a sua força perecerá. Também os gigantes irão dizer-te:
21 Estás na profundidade do abismo! A quem és superior? Sim, desce e deita-te com o incircunciso, no meio daqueles que foram mortos à espada.
22 Lá está Assur e toda a sua comitiva. Todos os seus mortos foram depositados lá.
23 O seu sepultamento foi na profundidade da cova, e a sua comitiva está em redor, sobre o seu túmulo; todos os mortos que caíram à espada, os quais fizeram com que o seu terror estivesse sobre a terra dos viventes.
24 Lá está Elão e todo o seu exército ao redor de seu túmulo, todos os mortos que caíram pela espada, e os incircuncisos que descem para as profundezas da terra, os quais fizeram com que o seu terror estivesse sobre a terra dos viventes. Já receberam eles a sua punição com os que descem à cova,
25 no meio dos mortos.
26 Lá foram depositados Meseque e Tubal com toda as suas forças ao redor de seu túmulo; todos os seus homens que foram mortos, todos os incircuncisos mortos à espada, os quais fizeram com que o seu terror estivesse na terra dos viventes.
27 Foram eles colocados junto com os gigantes que caíram na antiguidade, que desceram ao Inferno com as suas armas de guerra, e que puseram as suas espadas debaixo das suas cabeças; entretanto, as suas iniquidades estavam sobre os seus ossos, porquanto todos os homens foram por eles aterrorizados durante a sua vida.
28 E deitar-te-ás no meio dos incircuncisos, com os que foram mortos à espada.
29 Lá estão deitados os príncipes da Assíria, que entregaram a sua força aos golpes da espada; estes estão deitados com os mortos, com os que descem à cova.
30 Lá estão os príncipes do norte, todos os capitães da Assíria que desceram, mortos, ao Inferno; jazem incircuncisos entre os mortos à espada, juntamente com o seu terror e a sua força. E eles já receberam a sua punição, junto com aqueles que descem à cova.
31 O rei Faraó os verá e se consolará a respeito de todo o seu exército, diz o Senhor Deus.
32 Pois eu fiz com que o seu terror estivesse sobre a terra dos viventes, contudo ele se deitará no meio dos incircuncisos, com os que foram mortos à espada; Faraó e toda a sua multidão com ele, diz o Senhor Deus.

Nenhum comentário: