INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

sábado, 20 de maio de 2017

Septuaginta - Ezequiel - Capítulo 19

1 Levanta, ainda mais, uma lamentação pelo príncipe de Israel,
2 dizendo: Por que tornou-se a tua mãe uma leoa no meio dos leões? No meio dos leões ela multiplicou os seus filhotes,
3 e um deles cresceu; tornou-se um leão, aprendendo a tomar presa, e devorou homens.
4 As nações ouviram um relato a respeito dele; então, elas o apanharam em sua cova, e o trouxeram em cadeias para a terra do Egito.
5 Viu, ela, que fora levado para longe de si mesma, perdendo a esperança a seu respeito. Tomou, então, outro dos seus filhotes, e fê-lo leão.
6 Andou ele para lá e para cá no meio dos leões, e veio a ser leão, aprendendo a tomar presa, e devorou homens.
7 Andava ele rondando, em sua ousadia, e destruía as suas cidades, fazendo desolada a terra e a sua plenitude, pela voz do seu rugido.
8 Então, as nações se ajuntaram contra ele, dos países em redor; espalharam as suas redes sobre ele, que foi apanhado na sua cova.
9 Puseram-no em correntes e em uma jaula, e ele veio ao rei de Babilônia. Este lançou-o na prisão, para que a sua voz não devesse mais ser ouvida sobre os montes de Israel.
10 Tua mãe era como uma videira, como a flor em uma romãzeira, plantada junto às águas. Seu fruto e seus ramos abundavam em razão da quantidade de águas.
11 Tornou-se ela um cetro para uma tribo de príncipes, e foi elevada, na sua grandeza, no meio das outras árvores. E ela enxergou a sua grandeza na multidão dos seus ramos.
12 Contudo, foi abatida em fúria, e foi lançada sobre a terra, e o vento oriental secou os seus ramos escolhidos. Vingança veio sobre eles, e o cetro da sua força secou-se. O fogo consumiu-a.
13 Agora, então, eles a têm plantado no deserto, numa terra seca.
14 Fogo saiu de um cetro tirado de seus ramos escolhidos, devorando-a; e não havia mais nenhum cetro poderoso nela. Sua raça tornou-se a parábola de uma lamentação, e esta ficará sendo uma lamentação.

Nenhum comentário: