INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

domingo, 30 de abril de 2017

Septuaginta - Jeremias - Capítulo 38

1 "Naquele tempo," diz o Senhor, "serei Deus para a família de Israel, e eles serão o meu povo."
2 Assim diz o Senhor: "Eu o encontrei, quente, no deserto, como os que foram mortos à espada; ide-vos, e não destruí a Israel!"
3 O Senhor apareceu-lhe de longe, dizendo: "Eu te amei com um amor eterno, por isso te atraí com compaixão.
4 Portanto, edificar-te-ei, e serás edificada, ó virgem de Israel! ainda tomarás teu tamborim, e irás adiante com o ajuntamento dos que se alegram.
5 Pois tendes plantado vinhas nos montes de Samaria. Plantai, e louvai!
6 Virá o dia em que aqueles que pleiteiam nos montes de Efraim clamarão, dizendo: "Levantai-vos, e subamos a Sião, ao Senhor teu Deus!""
7 Porque assim diz o Senhor a Jacó: "Alegrai-vos e exultai sobre a cabeça das nações; fazei uma proclamação, e louvai, dizendo: "O Senhor livrou o seu povo, o restante de Israel."
8 "Eis que Eu irei trazê-los desde o norte, e reuni-los-ei desde os confins da Terra para a festa da Páscoa, povo tal que deverá ser uma grande multidão; e eles voltarão para cá.
9 Saíram eles com choro, mas irei trazê-los de volta com consolação, fazendo-os alojarem-se à beira de ribeiros de águas, por um caminho direito; e eles não deverão errar nele, porquanto tornei-me um pai para Israel, e Efraim é o o meu primogênito."
10 Ouvi a palavra do Senhor, vós, nações, proclamando-a nas ilhas mais longínquas; dizei: "Aquele que espalhou a Israel também irá reuni-lo, e sustentá-lo-á como aquele que alimenta o seu rebanho.
11 Pois o Senhor resgatou a Jacó, Ele salvou-o da mão dos que eram mais fortes do que ele.
12 Virão e se alegrarão no monte de Sião; virão para as boas coisas do Senhor, para uma terra de trigo, vinho e frutas, de gado e ovelhas; a sua alma será como uma árvore frutífera, e eles não terão fome, jamais."
13 "Então as virgens se alegrarão na assembléia dos jovens, e os homens idosos se regozijarão; tornarei o seu pranto em alegria, e os farei felizes.
14 Alargarei e farei regozijar com o vinho a alma dos sacerdotes, os filhos de Levi, e o meu povo se fartará dos meus bens." Assim diz o Senhor.
15 Uma voz se ouviu em Ramá, de lamentação, de choro e pranto: Raquel não cessará de chorar por seus filhos, porque eles já não existem.
16 Assim diz o Senhor: "Que a tua voz cesse de chorar, e os teus olhos de verterem as tuas lágrimas, pois há uma recompensa para as tuas obras, e eles voltarão da terra dos teus inimigos.
17 Haverá um lar permanente para os teus filhos.
18 Ouvi o som de Efraim lamentando-se, e dizendo: "Tu me corrigiste, e eu fui castigado; porque eu, como um bezerro, não sou de bom grado ensinado. Faz-me converter, e serei convertido; porquanto Tu és o Senhor, meu Deus.
19 Porque, depois de meu cativeiro, arrependi-me; depois que o soube, gemi pelo dia da vergonha, e fiz ver-te que eu trazia opróbrio da minha mocidade."
20 "Efraim é um filho amado, uma criança que me agrada, pois as minhas palavras estão nele, Eu, certamente, irei lembrar-me dele. Portanto, apressei-me para ajudá-lo. Deveras me compadecerei dele," diz o Senhor.
21 "Prepara-te, ó Sião; executa a vingança. Olha para os teus caminhos; volta, ó virgem de Israel, pelo caminho por onde andaste; retorna, com lamentação, para as tuas cidades.
22 Até quando, ó filha desonrada, desviar-te-ás? porque o Senhor criou segurança para um novo plantio, e os homens andarão com segurança."
23 Pois assim diz o Senhor; "Eles ainda falarão esta palavra na terra de Judá e nas suas cidades, quando Eu mudar o seu cativeiro: "Bendito seja o Senhor na sua justa montanha sagrada!"
24 Haverá moradores nas cidades de Judá e em toda a sua terra, habitando junto com o lavrador; e o pastor sairá com o seu rebanho.
25 Pois tenho saciado cada alma sedenta, e preenchido toda alma faminta."
26 Portanto, acordei, e olhei; e o meu sono fora doce para mim.
27 "Eis que vêm os dias," diz o Senhor, "quando irei semear a casa de Israel e a casa de Judá com a semente do homem e a semente do animal.
28 E sucederá que, como Eu olhei para eles para derrubar e para afligir, assim velarei sobre eles para edificar e para plantar," diz o Senhor.
29 "Naqueles dias, eles certamente não irão dizer: "Os pais comeram uvas verdes e os dentes dos filhos se insensibilizaram."
30 Porém, cada um morrerá no seu próprio pecado, e os dentes daquele que come uvas verdes é que ficarão insensibilizados."
31 "Eis que vêm os dias," diz o Senhor, "nos quais farei um pacto novo com a casa de Israel e com a casa de Judá,
32 não conforme o pacto que fiz com vossos pais no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; pois eles não permaneceram no meu pacto, e Eu não tive por eles consideração," diz o Senhor.
33 "Porque esta é a minha aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias," diz o Senhor. "Irei, certamente, pôr as minhas leis no seu entendimento, e gravá-las-ei no seu coração; Eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo.
34 E não mais ensinarão, cada um deles, de nenhuma maneira, ao seu concidadão, e cada um ao seu irmão, dizendo: "Conhece ao Senhor;" porque todos me conhecerão, desde o menor deles até o seu maior. Porque Eu serei misericordioso para com as suas iniquidades, e de seus pecados não me lembrarei mais."
35 Assim diz o Senhor, que dá o sol para luz do dia, a lua e as estrelas para luz da noite, e faz surgir um rugido no mar, de modo que bramem as suas ondas; o Senhor dos exércitos é o seu nome:
36 "Se estas ordenanças cessarem diante de mim," diz o Senhor, "então a família de Israel deixará de ser uma nação diante de mim, para sempre.
37 Ainda que o céu seja levantado a uma altura maior," diz o Senhor, "e ainda que o chão da terra seja afundado mais para abaixo, Eu não rejeitarei a família de Israel," diz o Senhor, "por tudo o que eles têm feito."
38 "Eis que vêm os dias," diz o Senhor, "quando a cidade será reedificada para o Senhor, desde a torre de Hananeel à porta da Esquina,
39 e a sua medida estender-se-á para a frente, alcançando as colinas de Garebe, sendo rodeada de um muro circular de pedras escolhidas.
40 E toda a Asaremote até Naal-Cedrom, alcançando a esquina da porta dos Cavalos, para o leste, será santificada para o Senhor; não cairá jamais, e não será destruída para sempre.

Nenhum comentário: