INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
SEPTUAGINTA EM PORTUGUÊS - PDF - Atualizada em 27/10/2018
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Septuaginta - Jeremias - Capítulo 32

1 A palavra que veio do Senhor a Jeremias no décimo ano do rei Zedequias, que é o décimo oitavo ano do rei Nabucodonosor, rei da Babilônia.
2 O exército do rei da Babilônia tinha levantado um baluarte contra Jerusalém, e Jeremias era mantido no pátio da guarda, o qual está na casa do rei,
3 aonde o rei Zedequias o havia encarcerado, dizendo: Por que profetizas tu, e dizes: Assim diz o Senhor: Eis que eu entrego esta cidade nas mãos do rei de Babilônia, e ele a tomará,
4 e Zedequias de modo algum será libertado da mão dos caldeus, pois ele, certamente, será entregue nas mãos do rei da Babilônia. Sua boca falará com a boca dele, e os seus olhos irão olhar para os seus olhos.
5 Pois Zedequias deverá ir para a Babilônia, e habitar ali?
6 Então, a palavra do Senhor veio a Jeremias, dizendo:
7 Eis que Hananeel, filho de Salum, teu tio, está vindo a ti, e diz: Compra o meu campo que está em Anatote, pois tens o direito de comprá-lo.
8 E Hananeel, filho de Salum, irmão de meu pai, veio até mim no pátio da prisão, e disse-me: Compra o meu campo que está na terra de Benjamim, em Anatote, pois tens o direito de comprá-lo, uma vez que és o mais velho. Então, eu soube que esta era a palavra do Senhor.
9 Portanto, comprei o campo de Hananeel, filho do irmão de meu pai, pesando-lhe dezessete siclos de prata.
10 E escrevi-o numa escritura, selando-a. Tomei o depoimento de testemunhas e pesei-lhe o dinheiro na balança.
11 Então, tomei a escritura de compra, que fora selada,
12 e dei-a a Baruque, filho de Nerias, filho de Maaséias, aos olhos de Hananeel, filho de meu tio, e à vista dos homens que estavam ali e que assinaram na escritura da compra, e à vista dos judeus que estavam no pátio da prisão.
13 E dei ordem a Baruque, na presença deles, dizendo: Assim diz o Senhor dos exércitos:
14 Toma esta escritura de compra e a escritura que foi lida; coloca-as em um vaso de barro, e que permaneçam ali por muitos dias.
15 Pois assim diz o Senhor: Ainda serão comprados campos, casas e vinhas nesta terra.
16 Então, orei ao Senhor, depois que eu tinha dado a escritura de compra a Baruque, filho de Nerias, dizendo:
17 Vive, ó Senhor, para sempre! Tu fizeste os céus e a terra com o teu grande poder, e com o teu braço alto e sublime. Nada pode ser escondido de ti.
18 Usas de misericórdia para com milhares, e recompensas os pecados dos pais no seio de seus filhos, depois deles. Grande e forte Deus,
19 Senhor do grande conselho e poderoso em obras, grande Deus Todo-Poderoso, Senhor de grande nome! Os teus olhos estão sobre os caminhos dos filhos dos homens, para dar a cada um segundo o seu caminho.
20 Tens forjado sinais e maravilhas na terra do Egito, até o dia de hoje, e em Israel e entre os moradores da terra, fazendo para ti um nome, como hoje se vê;
21 e trouxeste para fora da terra do Egito o teu povo Israel, com sinais e maravilhas, com mão forte e braço estendido, e com grandes visões;
22 e lhes deste esta terra, que juraste dar a seus pais, terra que mana leite e mel.
23 Então, eles entraram, e a tomaram. Porém, não obedeceram à tua voz e não andaram nos teus juízos; não cumpriram nenhuma das coisas que lhes ordenaste, fazendo com que todas essas calamidades lhes sobreviessem.
24 Eis que uma multidão vem contra esta cidade para tomá-la. E a cidade está entregue na mão dos caldeus, que pelejam contra ela pela força da espada e da fome. Como tens falado, assim deve acontecer.
25 Todavia disseste-me: Compra, para ti, o campo por dinheiro. Portanto, eu o escrevi num livro, e fechei-o, tomando o depoimento de testemunhas; mas a cidade está entregue na mão dos caldeus.
26 Então, a palavra do Senhor veio a mim, dizendo:
27 Eu sou o Senhor, o Deus de toda a carne. Nada pode ser escondido de mim!
28 Portanto, assim diz o Senhor, Deus de Israel: Esta cidade, certamente, será entregue nas mãos do rei da Babilônia, e ele a tomará.
29 Os caldeus virão para fazerem guerra contra esta cidade. Eles a queimarão a fogo, queimarão as casas em que se queimava incenso, nos telhados das mesmas, para Baal, derramando libações a outros deuses, para me provocarem.
30 Porque os filhos de Israel e os filhos de Judá tão somente fizeram mal aos meus olhos, desde a sua mocidade.
31 Portanto, esta cidade tornou-se odiosa à minha ira e ao meu furor, desde o dia em que a edificaram e até este dia, para que eu a remova da minha presença,
32 por causa de toda a maldade dos filhos de Israel e Judá que eles fizeram para me provocarem, eles e os seus reis, e os seus príncipes, e os seus sacerdotes, e os seus profetas, os homens de Judá e os moradores de Jerusalém.
33 E viraram as suas costas para mim, mas não o rosto, ainda que eu os ensinava desde o início da manhã. Mas eles não mais deram ouvidos para receber as instruções.
34 Puseram as suas corrupções na casa em que meu nome foi chamado, por causa de suas imundícies,
35 e construíram a Baal os altares que estão no vale do filho de Hinom, para oferecerem ali seus filhos e suas filhas aos rei Moloque, coisa que nunca lhes ordenei, nem veio à minha mente que praticassem tal abominação, para fazer com que Judá pecasse.
36 Agora, por tudo isso, assim tem dito o Senhor Deus de Israel acerca desta cidade, da qual tu dizes que será entregue nas mãos do rei de Babilônia pela espada, pela fome e pelo exílio:
37 Eis que eu os congregarei de todas as terras para onde os espalhei na minha ira, na minha indignação e grande furor, e irei trazê-los de volta para este lugar, fazendo com que habitem nele, seguramente.
38 Eles serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.
39 Dar-lhes-ei um outro caminho e um outro coração para me temerem continuamente, o que será para o seu bem e para o bem de seus filhos depois deles.
40 Farei com eles uma aliança eterna que de modo algum irei afastar deles, e porei o meu temor nos seus corações para que nunca se apartem de mim.
41 Eu os visitarei para fazer-lhes bem, e os plantarei nesta terra em fidelidade, com todo o meu coração e com toda a minha alma.
42 Pois assim diz o Senhor: como eu trouxe sobre este povo todos estes grandes males, assim também trarei sobre eles todas as coisas boas que lhes pronunciei.
43 Ainda serão comprados campos na terra da qual tu dizes que será destituída de homens e animais, e que eles serão entregues nas mãos dos caldeus.
44 Portanto, eles ainda irão comprar campos por dinheiro. E tu escreverás um livro, selando-o, e tomarás o depoimento de testemunhas na terra de Benjamim, ao redor de Jerusalém, nas cidades de Judá, nas cidades da montanha, nas cidades da planície e nas cidades do sul. Porque mudarei o seu cativeiro.

Nenhum comentário: