INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
SEPTUAGINTA EM PORTUGUÊS - PDF. Atualizada em 18/09/2018
Gênesis Êxodo Levítico Números Deuteronômio Josué Juízes Rute
1 Samuel 2 Samuel 1 Reis 2 Reis 1 Crônicas 2 Crônicas Esdras Neemias
Ester Salmos Provérbios Eclesiastes Cântico dos Cânticos Isaías
Jeremias Lamentações de Jeremias Ezequiel Daniel Oséias Joel Amós Obadias
Jonas Miquéias Naum Habacuque Sofonias Ageu Zacarias Malaquias
1 Macabeus
Mateus Marcos Lucas

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Septuaginta - Lamentações de Jeremias - Capítulo 1

E sucedeu, depois que Israel foi levado cativo e Jerusalém assolada, que Jeremias se assentou, chorando, e lamentou com esta lamentação sobre Jerusalém. E ele disse:
1 Álef. Como se assenta solitária a cidade que estava cheia de gente! Tornou-se ela como uma viúva; ela, que era elevada entre as nações e princesa entre as províncias, tornou-se tributária.
2 Bet. Chora amargamente de noite e as lágrimas lhe correm pelas faces, mas ninguém há, de todos os seus amantes, para confortá-la; todos os que eram seus amigos houveram-se aleivosamente com ela, tornaram-se seus inimigos.
3 Guímel. Judá passou-se ao cativeiro, por causa de sua aflição e por causa da abundância da sua servidão. Ela habita entre as nações, não encontrou descanso; todos os seus perseguidores a ultrapassaram, entre aqueles que a angustiavam.
4 Dálet. Os caminhos de Sião pranteiam, porque não há ninguém que venha para a festa; todas as suas portas estão arruinadas; os seus sacerdotes gemem, as suas virgens são levadas cativas e ela mesma encontra-se amargurada.
5 He. Seus opressores a dominam e os seus inimigos prosperam, porquanto o Senhor a afligiu por causa da multidão de seus pecados. Os seus filhinhos foram para o cativeiro diante da face do opressor.
6 Vav. Toda a beleza foi tirada à filha de Sião. Seus príncipes tornaram-se como carneiros sem pasto e se foram, enfraquecidos, diante da face do perseguidor.
7 Záyin. Jerusalém lembrou-se dos dias da sua aflição e da sua rejeição; pensou em todas as suas coisas desejáveis que tivera desde os tempos antigos, e em quando caía o seu povo nas mãos dos opressores não havendo ninguém para ajudá-la. E quando seus inimigos o viram, riram da sua habitação.
8 Het. Jerusalém tem cometido grande pecado, portanto tem entrado em tribulação; todos os que costumavam honrá-la afligiram-na, pois têm visto a sua vergonha: sim, ela mesma gemeu e voltou-se para trás.
9 Tet. Sua imundícia está aos seus seus pés. Ela não se lembra mais do seu último fim, deixou de jactar-se, pois não há ninguém para consolá-la. Vê, ó Senhor, a minha aflição, porque o inimigo se tem engrandecido.
10 Yod. O opressor estendeu a sua mão para todas as suas coisas desejáveis. Porquanto ela viu os gentios adentrarem no seu santuário, aqueles a respeito dos quais mandaste que não entrassem na tua congregação.
11 Kaf. Todo o seu povo geme, buscando pão; deram as coisas desejáveis que tinham por carne, para restaurar a sua alma: Vê, Senhor, e atenta, pois ela se tornou desonrada.
12 Lâmed. Todos vós que passais pelo caminho, voltai-vos e vede se há dor igual à minha dor, a qual me tem sobrevindo. O Senhor, que fala através de mim, afligiu-me no dia da sua ira.
13 Mem. Ele enviou fogo de sua elevada habitação, fazendo-o chegar aos meus ossos; Estendeu uma rede aos meus pés, fez-me voltar para trás, tornou-me desolada, fazendo-me lamentar todo o dia.
14 Nun. Ele tem prestado atenção aos meus pecados. Estão eles entrelaçados sobre minhas mãos, subiram até o meu pescoço. A minha força faltou, pois o Senhor encheu de dores as minhas mãos e não serei capaz de manter-me em pé.
15 Sâmek. O Senhor tem tirado todos os meus homens fortes do meio de mim. Ele convocou contra mim um tempo para esmagar os meus homens escolhidos. O Senhor pisou num lagar a virgem filha de Judá. Por estas coisas eu choro.
16 Áyin. Os meus olhos tem derramado água, porque aquele que deveria confortar-me, aquele que deveria restaurar a minha alma foi removido para longe de mim. Meus filhos foram destruídos, pois o inimigo prevaleceu.
17 Pe. Sião estende a sua mão e não há ninguém para consolá-la. O Senhor deu ordens acerca de Jacó, seus opressores estão ao seu redor; Jerusalém tornou-se, entre eles, como uma mulher imunda.
18 Tsáde. O Senhor é justo, pois eu tenho provocado a sua palavra. Ouvi, peço-vos, todos os povos, e vede a minha dor. As minhas virgens e os meus jovens foram levados para o cativeiro.
19 Kof. Chamei os meus amantes, mas eles me enganaram; os meus sacerdotes e os meus anciãos não se encontram mais na cidade, pois procuraram carne para que pudessem restaurar a sua alma e não a encontraram.
20 Resh. Olha, ó Senhor, pois estou aflito. Meu íntimo está perturbado, e o meu coração transtornado dentro de mim, pois tenho me rebelado grandemente. Fora, a espada me enluta, assim como a morte em casa.
21 Shin. Ouvi, peço-vos, pois estou a gemer. Não há quem me console; todos os meus inimigos souberam de minhas aflições e alegraram-se, porque tu o fizeste. Todavia tens designado o dia, tens apontado o tempo. Eles se tornarão como eu.
22 Tau. Suba toda a sua maldade à tua face. Remove-os, assim como eles ajuntaram todos os meus pecados; pois os meus gemidos são muitos, e o meu coração se entristece.

Nenhum comentário: