INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
SEPTUAGINTA EM PORTUGUÊS - PDF - Atualizada em 06/07/2019

sábado, 18 de junho de 2016

Mateus - Capítulo 18

1 Naquele momento aproximaram-se de Jesus os discípulos, perguntando: "Quem é o maior nos Reino dos Céus?"
2 Jesus, chamando para junto de si uma criança colocou-a no meio deles
e disse: "Em verdade vos digo que se não mudardes e vos tornardes como esta criança não entrareis no Reino dos Céus.
4 Aquele, portanto, que se humilha como esta criança este é o maior no Reino dos Céus!
5 E aquele que recebe uma destas crianças em meu nome a mim recebe.
6 Aquele, porém, que escandalizar um destes pequeninos que creem em mim, vantajoso é para ele que lhe seja pendurada ao pescoço uma pedra de moinho e seja lançado na profundeza do mar!
7 Ai do mundo por causa dos escândalos! Necessário é que venham os escândalos; entretanto, ai do homem aquele através de quem o escândalo vem!
8 Se, pois, a tua mão ou o teu pé te escandalizam, corta-o e lança-o de ti. Bom é para ti entrar na Vida manco e aleijado do que, tendo duas mãos e dois pés, ser lançado no fogo duradouro.
9 E se o teu olho te escandaliza arranca-o e atira-o para longe de ti. Bom para ti é entrar na Vida com um só olho do que, tendo dois olhos, ser lançado no inferno de fogo.
10 Cuidai-vos para não menosprezardes qualquer um dos destes pequeninos; afirmo-vos que os seus anjos nos céus contemplam, continuamente, a face de meu pai que está nos céus.
11 Pois o filho do homem veio salvar o perdido.
12 O que pensais disto: Se acontece de certo homem ter cem ovelhas e perde-se uma delas, não deixa ele as noventa e nove sobre o monte e, indo, procura a que se extraviou?
13 E se acontece de encontrá-la digo-vos que, verdadeiramente, alegra-se por ela mais do que pelas noventa e nove que não se extraviaram.
14 Igualmente, não é a vontade de vosso pai que está nos céus que se perca um só destes pequeninos.
15 Se, pois, o teu irmão pecar contra ti, vai e repreende-o entre tu e ele somente. Se ele te escutar, ganhaste o teu irmão.
16 Porém, se não te escutar toma contigo ainda um ou dois, a fim de que pela boca de duas ou três testemunhas tudo fique estabelecido.
17 Mas se não ouvi-los, ainda, dize-o à igreja; se nem mesmo a igreja ouvir, seja ele para ti como o gentio e o coletor de impostos.
18 Em verdade vos digo que tudo o que atardes sobre a terra estará atado no céu, e  tudo que soltardes sobre a terra estará solto no céu.
19 Outra vez vos digo que se dois de vós concordarem a respeito de qualquer coisa que pedirem, dar-se-á a vós de meu pai que está nos céus.
20 Onde, pois, estiverem dois ou três de vós reunidos em meu nome, ali estarei no meio de vós.
21 Então, aproximando-se dele Pedro, disse: "Senhor, quantas vezes pecará contra mim o meu irmão e o perdoarei? Até sete vezes?"
22 Respondeu-lhe Jesus: "Não te digo que até sete vezes, porém, até setenta vezes sete!
23 Por causa disto, o Reino dos Céus é semelhante a um homem, rei, o qual desejava ajustar as contas com os seus servos.
24 Começando a acertar suas contas, aproximou-se dele um que lhe devia mil talentos.
25 Não tendo como pagar, ordenou o seu senhor que sua mulher e filhos fossem vendidos junto com tudo o que possuía, e lhe fosse pago.
26 Prostrando-se, então, o servo reverenciou-o, dizendo: "Senhor, tem misericórdia de mim, e pagar-te-ei tudo!"
27 Condoendo-se, o senhor daquele servo liberou-o e perdoou a sua dívida.
28 Porém, saindo aquele servo encontrou um dos seus conservos, o qual lhe devia cem denários e, apanhando-o, sufocava-o, dizendo: "Devolve-me o que deves!"
29 Prostrando-se o conservo aos seus pés, implorou-lhe, dizendo: "Tem misericórdia de mim e restituir-te-ei tudo!"
30 Mas ele não o aceitou e, saindo dali, mandou-o para a prisão até que pagasse o que devia.
31 Vendo, porém, os seus conservos o que havia acontecido entristeceram-se muito e, indo, relataram ao senhor deles tudo o que se passara.
32 Então, chamando-o o seu senhor, disse-lhe: "Servo malvado! Tudo o que me devias perdoei-te, porque me imploraste."
33 Não deverias tu também ter misericórdia do teu conservo, assim como eu tive misericórdia de ti?"
34 E, irando-se, o seu senhor entregou-o aos atormentadores até que devolvesse tudo o que lhe devia.
35 Desta forma também meu pai celestial fará convosco se não perdoardes cada um de vós ao seu irmão, do fundo do coração, as suas transgressões."

Nenhum comentário: