INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
SEPTUAGINTA EM PORTUGUÊS - PDF - Atualizada em 06/07/2019

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Mateus - Capítulo 14

1 Naquele tempo Herodes, o tetrarca, ouviu falar a respeito de Jesus.
2 E disse aos seus servos: "Este é João, o batizador; ergueu-se dos mortos e. por causa disto, os poderes estão ativos nele!"
3 Pois Herodes, lançando mão de João, o amarrara e colocara no cárcere por causa de Herodias, mulher de Filipe, seu irmão.
4 Porque dizia-lhe João que não lhe era lícito possuí-la.
5 E, desejando matá-lo, temeu o povo, pois o tinham como profeta.
6 Festejando-se o aniversário de Herodes, a filha de Herodias dançou no meio do salão e agradou a Herodes.
7 E, por causa disto, prometeu-lhe com juramento dar-lhe o que pedisse.
8 Ela, porém, convencida por sua mãe, disse: "Dê-me aqui, num prato, a cabeça de João, o batizador!"
9 Entristeceu-se o rei por causa do juramento e por causa dos que se banqueteavam junto, ordenando que se desse a ela o que pedira.
10 Então, enviando mensageiros, decapitou a João no cárcere.
11 E foi trazida a sua cabeça sobre um prato, sendo dada à jovem, que a levou para sua mãe.
12 Vindo os seus discípulos, levantaram seu corpo e o sepultaram; depois, anunciaram-no a Jesus.
13 Ouvindo-o, Jesus saiu dali num barco indo para um lugar deserto, sozinho; sabendo disto, as multidões seguiam-no a pé, saindo das cidades.
14 Então, desembarcando Jesus, viu uma grande multidão e condoeu-se deles, curando suas enfermidades.
15 Caindo a tarde, aproximaram-se dele os seus discípulos, dizendo: "O lugar é deserto e a hora já está adiantada. Despede as multidões afim de que, indo às cidades, comprem alimento para si mesmos."
16 Respondeu-lhes Jesus: "Não tem necessidade de ir; dai-lhes vós mesmos de comer!"
17 Porém, disseram-lhe eles: "Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes!"
18 E ele disse: "Trazei-mos aqui!"
19 Então, dizendo as multidões que se assentassem sobre a erva e tomando os cinco pães e os dois peixes, volveu os olhos para o céu, agradeceu e, partindo os pães, deu-os aos discípulos, e os discípulos às multidões.
20 E comeram todos, ficando saciados; e ergueram do que sobrou dos pedaços doze cestos cheios.
21 Os que comiam eram como que cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.
22 Imediatamente compeliu Jesus os seus discípulos a subirem no barco e irem adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões.
23 E, tendo despedido as multidões, subiu ao monte, sozinho, para orar. Caindo a tarde, encontrava-se ele, só, naquele lugar.
24 Mas o barco, que já se encontrava no meio do mar, estava sendo açoitado pelas ondas, pois o vento lhe era contrário.
25 Na quarta vigília da noite foi ao encontro deles Jesus, caminhando sobre o mar.
26 Porém, vendo-o seus discípulos caminhando sobre o mar ficaram tomados de pavor, dizendo que era um fantasma, e gritaram por causa do medo.
27 Imediatamente falou-lhes Jesus, dizendo: "Coragem! Sou eu, não tenhais medo!"
28 Respondendo-lhe Pedro, disse: "Senhor, se és tu mesmo, ordena que vá ao teu encontro sobre as águas!"
29 Disse-lhe ele: "Vem!" E, descendo do barco, Pedro caminhou sobre as águas, indo ao encontro de Jesus.
30 Entretanto, vendo o vento que era muito forte, teve medo e, começando a afundar, gritou, dizendo: "Senhor, salva-me!"
31 Imediatamente Jesus, estendendo a mão, apanhou-o e disse-lhe: "Homem de pouca fé! Porque duvidaste?"
32 Subindo eles para o barco, acalmou-se o vento.
33 Mas os que estavam no barco adoraram-no, dizendo: "Verdadeiramente, filho de Deus és!"
34 E, atravessando, foram para a terra de Genesaré.
35 Reconhecendo-o os homens daquele lugar enviaram mensageiros para todas aquelas cercanias, e trouxeram-lhe todos os que padeciam de males.
36 E imploravam-lhe que tão somente pudessem tocar a orla do seu manto; e todos que a tocavam ficavam curados.

Nenhum comentário: