INÍCIO BÍBLIA ONLINE SNT SEPTUAGINTA NOVO TESTAMENTO
AUXÍLIOS BÍBLICOS DICIONÁRIO BÍBLICO TERMOS DE USO
SEPTUAGINTA EM PORTUGUÊS - PDF - Atualizada em 06/07/2019

domingo, 26 de junho de 2016

Mateus - Capítulo 25

1 Então assemelhar-se-á o Reino dos Céus a doze virgens as quais, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro de seu noivo.
2 Cinco delas era sábias e cinco eram tolas.
3 As que eram tolas, tomando as suas lâmpadas, não apanharam junto com elas o óleo.
4 Mas as sábias apanharam óleo nas suas vasilhas, junto com as suas lâmpadas.
5 Demorando-se o noivo, cochilaram todas e adormeceram.
6 No meio da noite ouviu-se um grito: "Eis o noivo! Erguei-vos e ide ao seu encontro!"
7 Então ergueram-se todas as virgens aquelas e prepararam as suas lâmpadas.
8 As tolas disseram às sábias: "Dai-nos do vosso óleo, porque as nossas lâmpadas se apagam!"
9 Responderam as sábias, dizendo: "De maneira alguma! Para que não falte também a nós. Antes, ide aos que o vendem e comprai-o para vós mesmas!"
10 Partindo elas para comprar, chegou o noivo e as que estavam prontas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11 Mais tarde chegaram as virgens tolas, dizendo: "Senhor, senhor! Abre para nós!"
12 Mas ele, respondendo, disse: "Em verdade vos digo que não vos conheço!"
13 Vigiai pois, porque não conheceis o dia nem a hora em que o filho do homem virá.
14 Assim como um homem que, saindo de sua cidade, chamou seus servos e entregou-lhes o que possuía.
15 Para um deles entregou cinco talentos, para outro dois, para outro um, à cada um segundo a sua capacidade, e partiu imediatamente.
16 Indo o que tinha recebido cinco talentos, negociou com eles e ganhou outros cinco talentos.
17 Da mesma forma o que tinha dois ganhou, também ele, outros dois.
18 Mas o que tinha recebido somente um, indo escavou na terra e escondeu a peça de prata do seu senhor.
19 Depois de muito tempo,veio o senhor dos servos aqueles e reuniu-se com eles;
20 Aproximando-se o que tinha recebido cinco talentos entregou-lhe outros cinco talentos, dizendo: "Senhor, deste-me cinco talentos; eis outros cinco talentos que ganhei com eles!"
21 Disse-lhe o seu senhor: "Muito bem, servo bom e fiel! Foste confiável no pouco, sobre muito te colocarei. Vem para o gozo do teu senhor!"
22 Aproximando-se também o que tinha recebido dois talentos, disse: "Senhor, deste-me dois talentos, eis outros dois talentos que ganhei com eles!"
23 Disse-lhe o seu senhor: "Muito bem, servo bom e fiel! Foste confiável no pouco, sobre muito te colocarei. Vem para o gozo do teu senhor!"
24 Aproximando-se também o que tinha recebido um talento, disse: "Senhor, conhecendo que és um homem duro, colhendo onde não semeaste e ajuntando onde não espalhaste,
25 temeroso fui e escondi o teu talento na terra. Aqui tens o que te pertence!"
26 Porém, respondendo, disse-lhe o seu senhor: "Servo mau e preguiçoso! Sabias que colho onde não semeei e ajunto onde não espalhei.
27 Devias, então, entregar minha peça de prata aos cambistas e, vindo eu, receberia o que é meu com juros!
28 Tirai, pois, dele o talento e dai-o ao que tem dez talentos!
29 Pois a todo que tem dar-se-á e terá abundantemente; mas do que não tem até o que tem lhe será tirado.
30 E ao servo inútil lançai nas trevas exteriores. Ali haverá choro e ranger de dentes."
31 Quando, pois, vier o filho do homem na sua glória e todos os seus anjos com ele, assentar-se-á então sobre o trono da sua glória
32 e serão reunidas diante dele todas as nações; e os separará uns dos outros, tal como o pastor separa as ovelhas dos bodes.
33 Colocará as ovelhas à sua direita, mas os bodes à sua esquerda.
34 Então dirá o rei aos que estiverem à sua direita: "Vinde, benditos de meu pai, herdai o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo!
Tive fome e destes-me de comer; tive sede e saciastes minha sede; era estrangeiro e me acolhestes;
36 estava nu e me vestistes; estava doente e cuidastes de mim; na prisão estava e fostes visitar-me!"
37 Então, responder-lhe-ão os justos, dizendo: "Senhor! Quando foi que te vimos com fome e te alimentamos, ou com sede e te saciamos a sede?
38 E quando foi que te vimos estrangeiro e te acolhemos, ou nu e te vestimos?
39 E quando foi que te vimos doente ou na prisão e fomos visitar-te?"
40 Mas, respondendo-lhes o rei, disse: "Em verdade vos digo que quando o fizestes a qualquer um destes meus irmãos menores, a mim o fizestes."
41 Então dirá aos que estiverem à sua esquerda: "Afastai-vos de mim, amaldiçoados, para o fogo eterno, o qual está preparado para o diabo e seus anjos!
42 Pois tive sede e não me destes de comer, tive sede e não saciastes minha sede;
43 era estrangeiro e não me acolhestes, nu e não me vestistes, doente e na prisão e não cuidastes de mim!"
44 Então, responder-lhe-ão também eles, dizendo: "Senhor! Quando é que te vimos faminto, sedento, estrangeiro, nu, doente ou na prisão e não te servimos?"
45 E responder-lhes-á, dizendo: "Em verdade vos digo que quando não o fizestes a qualquer um destes pequeninos, também a mim não o fizestes!"
46 E foram estes para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna.

Nenhum comentário: